domingo, 22 de fevereiro de 2009

"A PEDRA E A ARTE DE BEM A TALHAR" - Joaquim Pechilga

Joaquim Pechilga, habitante de Coutinho Afonso (mais conterrâneo que apenas habitante, apesar de ter nascido em Cortegaça) possui as mais altas distinções do concelho de Sintra e da freguesia de Algueirão-Mem Martins.



Essas distinções são devidas ao seu talentoso e esforçado trabalho como canteiro-escultor, profissão exercida desde sempre por muitos dos naturais ou habitantes de Coutinho Afonso e de Cortegaça.


O reconhecimento da sua personalidade e do seu trabalho foi registado em vários documentos, de que destacamos para já uma notícia e entrevista da revista "As Cidades e a Serra" de Novembro de 2004.




Em próxima oportunidade falaremos do livro A PEDRA E A ARTE DE BEM A TALHAR. A PROPÓSITO DE UMA OFICINA DE CANTEIRO TRADICIONAL, da autoria de Joaquim Leite, edição da Câmara Municipal de Sintra/Núcleo de Património Histórico e Antropológico da Divisão de Património Histórico-Cultural/DCT, Cadernos de Património 2, 2003.

Um bem-haja a Joaquim Pechilga.

3 comentários:

Anónimo disse...

nunca gostas-te de trabalhar, porque é que estas aqui nesta farsa ?

Anónimo disse...

Vai trabalhar malandro

Anónimo disse...

Comentário de pessoa com perturbação mental ou então dor de cotovelo