sábado, 21 de fevereiro de 2009

O LAVADOURO

Em meados dos anos 80 do século ido, uma fúria modernizadora abateu-se na freguesia do Algueirão: os "iluminados" eleitos (certamente próximo de eleições autárquicas), decidiram fazer obra em Coutinho Afonso, e vai daí constróem um novo lavadouro, coberto e em tijolo.

Só que para construírem essa "obra de regime" destruíram o antiquíssimo e característico lavadouro em lajes de pedra já existente nesse local; infelizmente não possuo fotografias (se alguém as tiver agradeço que me contacte pelo blogue).
Restou uma pequena e improvisada fonte:


Julgo que o antigo lavadouro foi aterrado, pelo que, talvez um dia alguém decida voltar a colocar ao dispor dos habitantes e visitantes mais este vestígio do nosso passado.

3 comentários:

Anónimo disse...

Caro "Gazeta" vou tentar arranjar uma foto do lavadouro antigo para que a ponhas no teu blog. Gostaria também antes de enviar a foto de saber que és?? se moraste no coutinho afonso??? e o porque deste blog duma aldeia tao pequena e perdida no mapa. Ah existe uma foto onde fazes referência a aldeia no fim do mundo onde aparece uma foto da minha casa.

Rui Maltezinho.

Anónimo disse...

Esqueci-me de perguntar o contacto para puder enviar a foto caso a consiga arranjar.

Rui Maltezinho

Gazeta disse...

Caro Rui Maltezinho, agradeço o seu comentário e deixo-lhe aqui o meu contacto: vitormareis@gmail.com.
Quanto às razões deste blogue: a minha família materna é de Coutinho Afonso, incluindo a minha mãe, que aí mora; o blogue pretende ser uma homenagem à terra das minhas "raízes", mas também a todos os que aí nasceram, moram, trabalham ou que possuem algum contacto com Coutinho Afonso. Pretende também, de uma forma modesta, contribuir para a dignificação desta terra, abandonada e desprezada pelos poderes públicos em prol dos grandes dormitórios urbanos do concelho.
Sobre a fotografia do lavadouro: acabei por descobrir uma foto editada num Correio da Manhã de 1986 e que vou colocar no blogue (mas que tem muito pouca qualidade, pelo que a que eventualmente consiga encontrar será bem vinda).